Pontos de vista na seleção de características de treinadores de marcha e de andadores

10 de Novembro de 2016 - administrator

utility base dynamic pacer.jpg

As autoras Ginny Paleg, DScPT (Doutor em Ciências em Fisioterapia) e MPT; e Roslyn Livingstone, MSc (BSC), publicaram uma artigo especializado valioso, desta vez sobre o importante tema do treino de marcha. Na comunidade terapêutica estamos bem conscientes da importância da mobilidade para o desenvolvimento da mente e do corpo. Dado que as crianças com paralisia cerebral com os níveis IV e V do GMFCS (Sistema de Calssificação da Função Motriz) não são móveis independetemente, os treinadores de marcha oferecem oportunidades terapêuticas muito importantes. Embora haja uma variedade de treinadores de marcha adaptados, cada um com uma variedade de acessórios e funções, há uma falta de informação ou de pesquisa para orientar os médicos no processo de tomada de decisão na escolha entre vários modelos. Na verdade, estudos preliminares sugerem que treinadores de marcha são escolhidos pela familiaridade que se tem com os mesmos ou por a sua disponibilidade.

Para avaliar as evidências disponíveis, os pesquisadores Paleg e Livingstone compilaram uma bibliografia especializada contendo artigos fundamentados clinicamente, estudos de caso, pesquisas e opiniões de especialistas sobre as características e a seleção de treinadores de marcha.

Considerações para escolher as características treinadores de marcha

Os seus resultados deixam claro que a evidência atual sobre o benefício de várias características do treinadores de marcha é limitado, divergentes em algumas áreas e depende em grande parte do diagnóstico do usuário. Embora seja difícil resumir as suas conclusões, aqui estão algumas considerações que os pesquisadores acharam particularmente interessante:

  • Os treinadores de marcha posteriores incentivam posturas mais eretas, e já os treinadores de marcha anteriores são mais adequados para as transferências.
  • Os suportes pélvicos flexíveis e dinâmicos podem ser de mais ajuda para crianças com hipotonia ou distonia e vão contribuir para um maior movimento da pélvis e rotação do tronco.
  • Uma posição inclinada para frente em um treinador de marcha contribui para a caminhada e para os movimentos para frente, enquanto uma posição mais vertical torna o equipamento mais manobrável.
  • Os andadores para usar sem as mãos contribuem para o equilíbrio de braços e rotação do tronco, bem como uma maior participação e inclusão. Os pais preferem usar andadores que não usem as mãos, porque eles se parecem mais "normais". Mas as crianças com espasticidade tendem a relaxar mais e caminhar melhor com apoios para os braços.

Esta bibliografia especializada é muito bem-vinda para adicionar ao que já existe de pesquisa sobre treinadores de marcha pediátricos. Obrigado, doutoras Paleg e Livingstone!

Referência: Paleg G, Livingstone R. Evidence-informed clinical perspectives on selecting gait trainer features for children with cerebral palsy. Int J Ther Rehabil. 2016;23(8):444-54.

Últimas notícias
Nosso presidente do Loh Medical, conta os planos da sua empresa para o mercado brasileiro.
2018-12-12
21 de novembro: Dia Internacional da Espinha Bífida: A mielomeningoceles é o tipo de espinha Bífida mais comum observada.
2018-11-22
O Halloween é uma data que mexe com a emoção de milhões de crianças.
2018-10-26
Boletim preparado pelo Secretariado para a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.
2018-09-24
O 12 de junho de 2018, em São Paulo,Brasil, Loh Medical se associa a ABRIDEF (Associação Brasileira da Indústria, Comércio e Serviços de Tecnologia Assistiva)
2018-06-29