Evolução da legislação sobre pessoas portadoras de deficiência nas Américas


Evolution of disability.jpg

As atitudes sociais em relação às pessoas com deficiência tem evoluído enormemente, e esta mudança cultural está se tornando codificada em nossas leis nacionais. Durante séculos, as pessoas com deficiência foram tratadas como insalubre ou com defeito. Eles eram vistos com apreensão e piedade. Os avanços científicos deram lugar a mais compreensão, e as atitudes sociais mudaram para um modelo médico. Deficiências era uma doença a ser curada.

Mais recentemente entendemos que a deficiência não é um defeito por si só, mas sim as atitudes e as barreiras ambientais que resultam em deficiência. Cada vez mais, entendemos que a presença de uma deficiência mental, física ou sensorial não precisa inibir a uma vida plena e significativa.

Já nos anos de 1950 e 60, o movimento dos Direitos Civis nos EUA, e a criação do Social Security e do Medicare estavam criando a infraestrutura jurídica naquele país para a igualdade de oportunidades perante a lei. Não foi até o Projeto Lei (Rehabilitation Act) de 1973, o "Ano Internacional das Pessoas Deficientes" pelas Nações Unidas em 1981, e culminando com o Projeto Lei (Americans with Disabilities Act - ADA) de 1990, que os EUA chegaram a um processo legal final que reconheceu os direitos das pessoas com deficiência. Mesmo assim, ainda houve muitas ações jurídicas para implementar plenamente todos os aspectos que nós temos hoje.

Na América Latina, muitos países seguiram um curso similar. Em 1989, o Brasil promulgou a Lei 7853 sobre a integração social, e em 2011 adotou a Viver Sem Limites.

A Colômbia reconheceu a igualdade de direitos para as pessoas com deficiências na sua constituição nacional de 1991. A Costa Rica aprovou a lei 7.600, em 1996. A Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência de 2006, teve um impacto considerável sobre a legislação da América Latina em 2006. Em 2011, o Presidente Felipe Calderon, do México, declarou o fim das atitudes paternalistas em relação às pessoas com deficiências no país. A imposição e aplicação desigual dos estatutos legais são agora o foco para a maioria dos grupos defensores da deficiência na América Latina.




Últimas notícias
O 12 de junho de 2018, em São Paulo,Brasil, Loh Medical se associa a ABRIDEF (Associação Brasileira da Indústria, Comércio e Serviços de Tecnologia Assistiva)
2018-06-29
A Loh Medical separou três dicas para te ajudar a tomar a decisão de mudar de cadeira de rodas
2018-05-02
As cinco principais estratégias utilizadas pelos terapeutas que aplicam a abordagem centrada na criança e centrada no contexto.
2018-03-14
Promove o desenvolvimento das articulações e dos ossos Previne contraturas e aumenta o movimento...
2018-02-01
A cadeira de banho Rifton Wave é fantástica! Anteriormente, dar banho em uma criança ou adulto com deficiência no chuveiro ou banheira era muito difícil de realizar...
2018-02-01